ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM NA DEPRESSÃO PÓS- PARTO

  • NATÁLIA MARINHO RIBEIRO Faculdade Metropolitana São Carlos
  • ELIZABETH MARIA CRUZ Faculdade Metropolitana São Carlos
  • MONIQUE BESSA DE OLIVEIRA PRUCOLI Faculdade Metropolitana São Carlos
Palavras-chave: DEPRESSÃO PÓS-PARTO, ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM, PREVENÇÃO

Resumo

A depressão pós-parto é uma doença que pode aparecer durante as primeiras semanas depois do parto, com resultados desfavoráveis para a família, o bebê e a mãe. Os agentes de saúde, essencialmente os enfermeiros, médicos e psicólogos, devem estar capacitados a cuidar com a finalidade de evitar traumas para a mãe, filhos e familiares. Assim destaca-se a importância da assistência de enfermagem à mulher durante o pré-natal e puerpério, pois o enfermeiro acompanha a mulher durante a gestação e após o parto, contribuindo de forma positiva na qualidade de vida de mãe e filho, favorecendo um diagnóstico precoce a doença, com início do tratamento e rápida recuperação da mulher. A depressão pós-parto acomete entre 15 a 20 % das parturientes, mas sabe-se que boa parte das mães que sofreram ou sofrem deste distúrbio não procura ajuda para esse problema afetivo, preferem utilizar todos os seus recursos médicos para o bebê e não para si mesma. A revisão literária realizada demostra que é essencial que o transtorno seja identificado para que ambos, mãe e bebê recebam o cuidado profissional adequado, minimizando assim qualquer prejuízo ocasionado a eles.

Publicado
2019-07-19
Como Citar
RIBEIRO, N., CRUZ, E., & PRUCOLI, M. (2019). ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM NA DEPRESSÃO PÓS- PARTO. Múltiplos Acessos, 4(1), 125-135. Recuperado de http://multiplosacessos.com/multaccess/index.php/multaccess/article/view/106
Seção
Artigos