O ENSINO A DISTÂNCIA UNIVERSITÁRIO E A UBERIZAÇÃO DO PROFESSOR

OS POSSÍVEIS IMPACTOS NA MERCANTILIZAÇÃO DO EAD NO ÂMBITO DO ENSINO SUPERIOR PRIVADO, A PARTIR DO FAZER DOCENTE

  • TAUÃ LIMA VERDAN RANGEL, Dr. FACULDADE METROPOLITANA SÃO CARLOS - FAMESC
  • BIANCA MAGNELLI MANGIAVACCHI FACULDADE METROPOLITANA SÃO CARLOS - FAMESC http://orcid.org/0000-0002-9682-4869
Palavras-chave: ENSINO À DISTÂNCIA, MERCANTILIZAÇÃO, UBERIZAÇÃO DO PROFESSOR

Resumo

O escopo do presente está assentado em analisar, à luz do contexto do Ensino a Distância Universitário, no âmbito privado, acerca da possível uberização vivenciada pelo professor e as consequências para o “fazer docente” neste âmbito. Como é cediço, o Brasil, sobretudo nas últimas décadas, vivencia, de maneira substancial, o processo de massificação do ensino a distância (EaD), apresentado, inclusive, como argumento justificador o fato de um método capaz de assegurar o processo de inclusão e diversificação do acesso ao Ensino Superior, ultrapassando os tradicionais obstáculos vinculados ao tempo de disponibilidade e às questões geográficas. Contudo, o termo massificação não deve ser compreendido, no contexto do recorte proposto, como sinônimo de democratização, porquanto estudos apresentam que há, de maneira cada vez mais clara, um afastamento entre as balizas teóricas do EaD e a prática vivenciada. Na realidade, o ensino a distância vem apresentando um aspecto mercantilista, cuja conotação essencialmente econômica se torna palpável no âmbito do ensino superior privado. Os modelos engessados e fragmentados que emolduram o EaD colocam em xeque o papel social desempenhado pelo ensino superior no Brasil, com atenção especial para uma formação crítica e o incremento do discente enquanto sujeito pensante da relação. Atividades típicas e esperadas do ambiente acadêmico universitário, a exemplo da pesquisa e da extensão, são renegadas ao papel secundário, quando existem tais elementos no processo de ensino-aprendizagem a distância. Nesta linha, o professor, enquanto figura central no processo de mediação do conhecimento, no âmbito do ensino presencial, tem suas atribuições distorcidas e o fazer docente fica engessado a uma política previamente estabelecida e que encontra como pontos claramente limitadores o formato estabelecido e incrementado pelo EaD. Assim, emerge como principal problemática a ser estabelecida quais são os possíveis impactos sobre o fazer do professor universitário diante da uberização da atividade docente no âmbito do Ensino a Distância no Ensino Superior Privado? Como metodologia, a pesquisa se apresenta conduzida pelo método científico dedutivo e, no que concerne ao enfrentamento da proposta, como quali-quantitativa. No que se refere às técnicas de pesquisa, trata-se de uma revisão de literatura sistemática.

Publicado
2021-06-09
Como Citar
RANGEL, T.; MANGIAVACCHI, B. O ENSINO A DISTÂNCIA UNIVERSITÁRIO E A UBERIZAÇÃO DO PROFESSOR. Múltiplos Acessos, v. 6, n. 1, p. 23-46, 9 jun. 2021.
Seção
Artigos