A IMPLANTAÇÃO DO PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO

AVANÇOS OU RETROCESSOS PROMOVIDOS PELO PRINCÍPIO DA CELERIDADE

  • KAMILLE GABRI BARTOLAZI Faculdade Metropolitana São Carlos (FAMESC)
  • DOUGLAS SOUZA GUEDES Faculdade Metropolitana São Carlos (FAMESC)
  • CARLA FARIA CAETANO Faculdade Metropolitana São Carlos (FAMESC)
  • OSWALDO MOREIRA FERREIRA Faculdade Metropolitana São Carlos (FAMESC)
Palavras-chave: PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO, IMPLANTAÇÃO, PRINCÍPIO DA CELERIDADE, AVANÇOS E DESAFIOS

Resumo

O objetivo deste trabalho é analisar os avanços e retrocessos para os operadores do Direito diante da implantação do Processo Judicial Eletrônico, decorrente da busca pela preservação do princípio da celeridade. A construção do presente dar-se-á caracterizando os benefícios que o processo eletrônico trouxe para o Poder Judiciário, descrevendo o acesso à justiça e as dificuldades dos operadores do direito e analisando os avanços e retrocessos. A metodologia empregada para a construção do presente trabalho se baseou na utilização de métodos dedutivos e historiográficos. A partir do critério de abordagem, a pesquisa é categoriza como qualitativa. No que concernem às técnicas de pesquisa, empregaram-se a pesquisa bibliográfica e a revisão de literatura sob o formato sistemático.

Publicado
2021-06-09
Como Citar
BARTOLAZI, K.; GUEDES, D.; CAETANO, C.; FERREIRA, O. A IMPLANTAÇÃO DO PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO. Múltiplos Acessos, v. 6, n. 1, p. 118-135, 9 jun. 2021.
Seção
Artigos

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##