O ENSINO DE LIBRAS NAS ESCOLAS MÉDICAS: A GARANTIA DA ACESSIBILIDADE NOS ATENDIMENTOS EM SAÚDE

  • ISABELA COSTA LINHARES FACULDADE DE MEDICINA DE VASSOURAS
  • KARLA MONTORO MELLIM Faculdade de Cuiabá - UNIC.
  • BIANCA MAGNELLI MANGIAVACCHI FACULDADE METROPOLITANA SÃO CARLOS - FAMESC
  • TAUÃ LIMA VERDAN RANGEL FACULDADE METROPOLITANA SÃO CARLOS - FAMESC
Palavras-chave: LIBRAS, assistência médica, comunicação não-verbal, deficiência auditiva, inclusão social

Resumo

O objetivo do presente estudo foi analisar a importância do ensino de LIBRAS para exercício do profissional médico, em seus atendimentos em saúde, considerando relatos profissionais. A comunicação em um atendimento médico é de suma importância, e tendo em vista a integralidade do atendimento que deve ser prestado, pacientes que possuem deficiência auditiva necessitam ser receber o atendimento em saúde com a acessibilidade e uso da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS). A comunicação em LIBRAS favorece a identificação de sinais e sintomas desse paciente. Frente a situações em que o profissional de saúde, em especial, médicos, que não dominam  a LIBRAS, o atendimento fica fragilizado e comprometido. Assim, a incorporação das LIBRAS no processo de formação dos estudantes de Medicina se apresenta como requisito imprescindível para a atuação exitosa e a para o processo de inclusão, aproximação e construção de confiança com o paciente portador de necessidades especiais auditivas. A metodologia empregada na construção deste estudo é o método dedutivo, auxiliada de revisão de literatura como técnica de pesquisa primária.

Publicado
2022-07-04
Como Citar
LINHARES, I.; MELLIM, K.; MANGIAVACCHI, B.; RANGEL, T. O ENSINO DE LIBRAS NAS ESCOLAS MÉDICAS: A GARANTIA DA ACESSIBILIDADE NOS ATENDIMENTOS EM SAÚDE. Múltiplos Acessos, v. 7, n. 1, p. 79-90, 4 jul. 2022.
Seção
ARTIGOS

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

1 2 > >>