SÍFILIS CONGÊNITA: UM RELATO DE CASO NO MUNICÍPIO DE BOM JESUS DO ITABAPOANA-RJ

  • Kelle Cristina da Silva Teixeira Pains
  • Helloá Veniali Defanti da Silveira
  • Bianca Magnelli Mangiavacchi
Palavras-chave: Sífilis, Gestantes, Pré-Natal, Enfermagem, Notificação

Resumo

A Sífilis vem preocupando a população, pois está cada vez mais difícil combater essa patologia, ela vem trazendo grandes custos aos cofres públicos devido as complicações que se adquire. Com o aumento de caso de sífilis, consequentemente se aumenta os casos de sífilis congênita, pois muitas gestantes só vão saber que são portadoras dessas patologias no pré-natal, quando o fazem de forma correta, enquanto outras somente saberão no momento do parto. Foi realizado um estudo investigativo descritivo dos dados apresentados pelo programa DST/AIDS e Hepatite Virais do Ministério da Saúde do Brasil. O número de notificações de sífilis congênita no município de Bom Jesus do Itabapoana tem crescido nos últimos anos. A partir dessa análise entende-se que é necessária uma maior articulação entre os diversos setores da sociedade, com a adoção de estratégias voltadas ao controle da doença e a efetividade nas formas de tratamento e seguimento nos casos de sífilis e sífilis congênita no município. Reconhece-se que existem vários fatores que condicionam e implicam na condução do seguimento da sífilis congênita e o conhecimento destes pelos enfermeiros poderá auxiliar na prática cotidiana do serviço, promovendo uma assistência mais integral e resolutiva no seguimento dos desses casos.

Publicado
2017-12-16
Como Citar
Cristina da Silva Teixeira Pains, K., Veniali Defanti da Silveira, H., & Magnelli Mangiavacchi, B. (2017). SÍFILIS CONGÊNITA: UM RELATO DE CASO NO MUNICÍPIO DE BOM JESUS DO ITABAPOANA-RJ. Múltiplos Acessos, 2(2). Recuperado de http://multiplosacessos.com/multaccess/index.php/multaccess/article/view/32
Seção
Artigos