ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM NO PRÉ-NATAL EM RELAÇÃO À SÍFILIS CONGÊNITA

  • Jaciara Aparecida Crisostomo Oliveira
  • Clara dos Reis Nunes
  • Claudia Caixeta Franco Andrade
Palavras-chave: Sífilis, Cuidado, Gravidez, Prevenção

Resumo

A sífilis é uma doença infecciosa e contagiosa, ocasionada pelo Treponema Pallidum. Sua transmissão ocorre pela via sexual (sífilis adquirida) e vertical por meio da placenta da mãe para o feto (sífilis congênita). Outras formas de transmissão são por meio da via indireta ou por transfusão sanguínea. Quando a mulher adquire sífilis durante a gravidez, além de óbito fetal e do abortamento, poderá haver infecção assintomática ou sintomática nos recém-nascidos. Logo, o objetivo desta pesquisa foi demonstrar a importância da assistência de enfermagem em caso de sífilis no pré-natal e especificamente evidenciar a necessidade de conscientização sobre as necessidades de tratar a sífilis durante a gravidez, a fim de proteger e garantir a saúde da gestante e do bebê. Trata-se de um estudo de revisão bibliográfica, onde foram utilizadas as bases de dados eletrônicos: Literatura latino-americana e do caribe em ciências da saúde (LILACS), scientific electronic library online (SCIELO) e Base de Dados da Enfermagem (BDENF). Com isso, foi possível observar que as principais dificuldades quanto à adesão ao tratamento e a redução da transmissão de sífilis vertical, se relaciona à questão socioeconômica, além da falta de conhecimento por parte das gestantes sobre a doença. Evidenciando que a assistência de enfermagem é um fator chave para que assim aja uma maior conscientização e multiplicação de informação afim de se preservar vidas e prevenir a Sífilis Congênita.  

Publicado
2017-12-16
Como Citar
Aparecida Crisostomo Oliveira, J., dos Reis Nunes, C., & Caixeta Franco Andrade, C. (2017). ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM NO PRÉ-NATAL EM RELAÇÃO À SÍFILIS CONGÊNITA. Múltiplos Acessos, 2(2). Recuperado de http://multiplosacessos.com/multaccess/index.php/multaccess/article/view/34
Seção
Artigos