COBERTURA VACINAL DE HEPATITE A NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO ENTRE OS ANOS DE 2014 a 2019: UMA ANÁLISE DA VULNERABILIDADE EM SAÚDE.

  • Maria Neide Barbosa Faculdade Metropolitana São Carlos - FAMESC, Bom Jesus do Itabapoana, RJ,
  • Bianca Magnelli Mangiavacchi Faculdade Metropolitana São Carlos - FAMESC, Bom Jesus do Itabapoana, RJ,
Palavras-chave: HVA, Hepatites Virais, Epidemiologia, Imunização

Resumo

O vírus da hepatite A é uma doença relacionada a más condições socioeconômicas e ambientais sendo a sua prevalência relacionada com o nível de saneamento daquela região. Apesar da doença ser bem controlada no mundo todo, isso não é verdade em muitos países em desenvolvimento. No Brasil, estudos de soroprevalência têm demonstrado que mais de 60% da população geral possui anticorpos contra o vírus da hepatite A. Em áreas onde as condições socioeconômicas são ruins e as vacinas não estão disponíveis, a infecção por hepatite A é adquirida no final da infância ou no início da idade adulta. Neste estudo, avaliamos dados referente à cobertura vacinal da Hepatite A analisando os dados presentes no sistema de informação de imunizações para o estado do Rio de Janeiro, visando identificar a efetividade nas metas estabelecidas pelo programa nacional de imunização. O índice de vacinação contra hepatite A no município do Rio de Janeiro ficou abaixo da meta estabelecida pelo PNI desde o ano implementação da vacina.

Publicado
2021-01-05
Como Citar
Barbosa, M., & Mangiavacchi, B. (2021). COBERTURA VACINAL DE HEPATITE A NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO ENTRE OS ANOS DE 2014 a 2019: UMA ANÁLISE DA VULNERABILIDADE EM SAÚDE. Múltiplos Acessos, 5(1), 82-95. Recuperado de http://multiplosacessos.com/multaccess/index.php/multaccess/article/view/140
Seção
Artigos