ALIANÇAS ESTRATÉGICAS: O IMPACTO DA FORMAÇÃO DE JOINT VENTURES NOS ATIVOS DAS EMPRESAS CONSTITUINTES

  • ROBERTO FERREIRA BORGES Faculdade Metropolitana São Carlos – FAMESC
  • CARLA MARIA DE ALMEIDA MORAES BASTOS Faculdade Metropolitana São Carlos – FAMESC
Palavras-chave: ALIANÇAS ESTRATÉGICAS, JOINT VENTURES, INTEGRAÇÃO HORIZONTAL, MERCADO DE CAPITAIS

Resumo

A integração de mercados e a formação de redes estratégicas é uma realidade indubtável no contexto atual. Esses fenômenos são explicados devido a imprevisibilidade causadas pelas rápidas mudandanças tecnológicas, o que afetou diretamente o ambiente corporativo. Em vista disso, o presente artigo tem como propósito elucidar de forma concisa o conceito de alianças estratégicas entre as empresas. Em seguida, destacam-se as principais formas de integração horizontal que as empresas podem assumir do ponto de vista estratégico, e quanto ao grau de envolvimento estabelecido entre elas. Em contrapartida, através de pesquisas de natureza quantitativas realizadas por estudiosos com relação a temática, tem-se como objetivo identificar a relação existente na divulgação e formação de joint ventures com a precificação das ações de empresas constituintes e, com isso, possibilitar inferir se há criação de valor no âmbito dos mercados de capitais para as empresas mães. A partir do tema proposto foi utilizada como metodologia uma pesquisa bibliográfica de natureza básica, com característica exploratória, tendo como método aplicado em seu desenvolvimento material já elaborado, constituído em sua maioria, principalmente de livros e artigos científicos e sites selecionados na internet, em língua portuguesa e inglesa.

Publicado
2021-04-17
Como Citar
BORGES, R.; BASTOS, C. M. ALIANÇAS ESTRATÉGICAS: O IMPACTO DA FORMAÇÃO DE JOINT VENTURES NOS ATIVOS DAS EMPRESAS CONSTITUINTES. Múltiplos Acessos, v. 5, n. 2, p. 190-205, 17 abr. 2021.
Seção
Artigos